A Páscoa e o Tarô

Páscoa

O Julgamento é o Arcano da ressurreição, portanto não poderia ser outra a servir para exemplificar a Páscoa.

A Páscoa  é um evento religioso cristão, normalmente considerado pelas igrejas ligadas a esta corrente religiosa como a maior e a mais importante festa da Cristandade Católica. Na Páscoa os cristãos católicos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois da sua morte por crucificação.

Na lâmina do Julgamento, a ressurreição que sugere nesta carta é muito profunda também, pois ela é espiritual, sendo anunciada por um anjo, fazendo entender que esta ordem de comando veio de fontes superiores. E quando se fala de fonte superior não estamos falando daquela imagem que aprendemos a ver desde criança, um Deus “de barbas brancas” que está lá em cima para nos direcionar. Estamos aqui falando também de uma voz interna, que nos traz a consciência e diz que estamos “mortos”, rendidos e exaustos de uma mesma situação, e que por isso é necessária esta “morte”, para que possa existir também o renascimento, e se cumprir os ciclos da natureza.

Mas quando é o Anjo de ressurreição que aponta podemos ficar tranquilos, que certamente teremos boas novas, resultante do trabalho interno e externo bem feitos, pois demonstramos que falhamos em algo, mas a cura se apresenta e vem de forma efetiva, mostrando nova compreensão.

Este arcano, mais do que isto, nos mostra que a redenção e a libertação, independente do que for, existe e pode acontecer, será uma transformação maravilhosa. Lembrando que a palavra Julgamento para esta carta não tem o significado de “julgar”, sendo certo ou errado, bem ou mau, mas sim que “aquele dia” tão esperado está chegando. O dia do alívio, onde a redenção se aproxima e, se você realizou um bom trabalho interno e reflexivo de sua vida, você alcançará coisas muito maiores e maravilhosas. Lembrando que quando algo difícil se esgotou e chegou ao final é porque houve um real entendimento daquilo, ou melhor, uma cura verdadeira. E afinal, não é a Cura o que todos procuramos?

No próximo post falarei mais um pouco sobre esse arcano.

By Rosi Guimarães.

O SIGNO DE PEIXES E O ENFORCADO

No passado a suspensão pelo pé era umas das torturas amplamente executadas pelos romanos e existem também relatos de vítimas medievais.

Mas o enforcamento pelo pescoço, mortal, tem histórias mais remotas e, no caso de Judas, trata-se de um gesto auto-imposto na sequência do sacrifício que fez para que se cumprissem as profecias. Uma tradição que vem dos primórdios da Igreja cristã é a de que um outro apóstolo,Pedro, teria insistido em ser crucificado de cabeça para baixo por não se sentir digno de reproduzir o suplício de Cristo. De outro ponto de vista, pode-se dizer que a Antiguidade nos deixou vários testemunhos de figuras invertidas que em nenhum caso poderiam ser ligadas ao suplício. Esta postura é adotada com freqüência por divindades nuas assírio-babilônicas, nos cilindros de argila que reproduzem cenas de conjunto.

A lâmina XII do Tarô representa exatamente isso:  Um homem suspenso pelo pé…imóvel, sem ação, parado, simbolicamente representa  a Abnegação a  Aceitação do destino ou do sacrifício.

A partir de seu número na ordem do Tarô, podemos relacioná-lo ao décimo-segundo signo do zodíaco, Peixes!

Peixes3

Peixes é o mais sensível e perceptivo dos signos, terreno dos sentimentos, das relações humanas, da inspiração e da espiritualidade. Sua força e diferenciação residem na capacidade de captar as energias do astral, trazê-las a Terra e adequá-las às mais diversas atividades e situações. Peixes ativa a imaginação ativa e intuitiva, desenvolve o senso estético, acentua o talento artístico e eleva a noção de proporção, de ritmo e harmonia que podem ser aplicados em atividades artísticas e humanas de toda sorte. Também nos amplia o senso de integração e o poder de síntese, que mesclados às habilidades visionárias do signo, podem traduzir o inconsciente coletivo das mais variadas formas. Peixes ainda nos convoca a ajudar, cuidar e proteger as pessoas que amamos: por isso mesmo é conhecido como o signo da compaixão, da generosidade e da inclusão. Sob sua égide, podemos plantar sementes de qualquer natureza, inventar tudo o que quisermos, criar projetos que melhorem o mundo, embelezem a vida e beneficiem as pessoas. Seus efeitos mórbidos podem ser o excesso de devaneios, fantasias, sonhos e emoções, as obsessões e devoções exageradas, a tendência ao entorpecimento através da ingenuidade, de vícios, do consumo de álcool ou da drogas.

Modificado de Ciça Bueno

By Rosi Guimarães.

8 de março — Dia Internacional da Mulher

Porque precisamos ter um dia? Essa é a pergunta que me faço…Afinal merecemos e temos todos os dias do ano. Mulheres são seres múltiplos. Fazemos, sentimos, nos dividimos, tudo ao mesmo tempo!  Somos uma e somos todas.

Ao pensar em escrever sobre nós mulheres e nossa representatividade no tarô conclui que deveria combinar pelo menos duas das Rainhas do Tarô, e afinal com tanta multiplicidade seria muito difícil encontrar um tipo “puro”. A terceira está escondida e a última, renegada. A Rainha escondida é aquela que mostra a idealização que você tem de si mesma, mas que não traz à tona facilmente. É aquela que você gostaria de ser, mas não consegue ou tem motivos para deixar quieta por um tempo. Já a Rainha renegada, aparece por breves momentos de intempérie criando uma confusão na autoimagem e funcionando como Sombra – aquilo que você mais detesta em outras pessoas e que não reconhece possuir. Conhecê-la é o primeiro passo para uma maior integração de suas Rainhas e principalmente trilhar o autoconhecimento. É fácil? Claro que não! É muito mais fácil reconhecer o “efeito sombra” dos outros, porém quando conseguimos enxergar com os “olhos da alma” quem realmente somos, estamos finalmente caminhando rumo a Iluminação.

Observe-se, e faça uma autoanálise. Você irá facilmente descobrir sua combinação básica. São as duas Rainhas mais “simpáticas”, onde você encontra mais facilmente suas características. A escondida é aquela que você admira, mas deixa quieta. E a renegada mostra o tipo de mulher que você se sente mais distante, a que não “aguenta”, aquela com quem implica, a “antipática”.

ONDE VOCÊ SE ENCONTRA?

Rainha de Paus

Rainha de Paus: É a Dama do Fogo. Suas cores são o vermelho, o laranja, o branco. Gosta de pouco pano sobre o corpo, mas abusa de lenços e fitas. Tecidos que imitam a textura e a estampa de peles é com ela mesma. A forma física é ágil, provavelmente magra, e adora tomar sol. Tem preferência por esportes radicais Não dá muita atenção aos detalhes e miudezas, prefere adornos grandes e sente-se muito à vontade perto da natureza, mar e floresta. Seu cabelo é rebelde como uma chama. Ela o assume completamente, crespo, liso ou ondulado e gosta de mantê-los soltos. Sua espontaneidade seduz. Sente-se muito bem de cabelos avermelhados, castanhos acobreados, tons dourados. Sua cozinha não existe sem pimenta e temperos condimentados. Tem a índole forte e é autossuficiente. Sua libido é de alta voltagem, é uma mulher que respira fundo e vai em frente. Normalmente, não pensa antes de agir. E adora ocupar o centro das atenções. É muito divertida, mas quando está brava, cuidado! Explosões à vista: é uma mulher “bomba-relógio”. Extrovertida, fala o que lhe dá na telha e depois se arrepende. Ou não. Os maiores defeitos são a impaciência e o excesso de vaidade. Suas palavras-chaves são Inspiração e Criatividade. No amor, é apaixonadíssima e tem dificuldades em manter um relacionamento estável. Seu tipo psicológico é o Intuitivo.

 

Rainha de Copas

 

Rainha de Copas: É a Dama da Água. Suas cores são os azuis e verdes delicados, os rosados, os tons pastéis. Seus trajes são clássicos e com um toque floral-romântico. É a encarnação da feminilidade, no sentido tradicional do termo. Seu corpo de formas mais arredondadas fica bem com rendas, pérolas, túnicas e sedas. Gosta de formas curvas nos cintos e bijuterias. Prefere manter a brancura da pele e abusa de chapéus e lenços durante o dia. Quando vem a lua, ela resplandece, brilha no escuro. Aprecia jardins, riachos, quedas d´água, noites estreladas. Seus cabelos macios, sejam claros ou escuros, caem como uma cascata  estejam presos ou soltos. Seu temperamento é suave. Sua índole, amorosa, sonhadora, nostálgica, idealista, utópica. Seduz pelo mistério. Os maiores defeitos são a indecisão e a falta de confiança. Sua palavra-chave é Harmonia. Introvertida, é a mais chorona das Rainhas e mal dignificada faz com que a mulher, não raro, sofra de autocomiseração, seja dada a chantagens emocionais e sofra com medos infundados. Gosta muito de crianças e da ideia de ter filhos, mas no amor prioriza o carinho e o romance. Mesmo casada é uma eterna namorada. Seu tipo psicológico é o Sentimento.

 

 

Rainha de Espadas

Rainha de Espadas: É a Dama do Ar. Prefere os tons frios, os azuis celestes e cores metálicas. O acinzentado e o negro favorecem sua beleza de linhas retas. Seu corpo é elástico e flexível. Escolhe a simplicidade ao se vestir, é a mais austera das Rainhas e não abre mão de tecidos com o toque diferenciado e os sintéticos. Não se ressente com ambientes fechados, gosta de estudar e lê muito. É urbana. Se expressa muito bem escrevendo. Seu reino é do intelecto. Os cabelos costumam ter cortes retos e ela abusa dos coques e rabos-de-cavalo. É a tradução viva da palavra “elegância”. Para se alimentar é frugal e grande amante da comida japonesa. É justa e meticulosa. Não costuma dar muita vazão aos seus sentimentos – difícil tirá-la do prumo. Quando isso acontece lembra-se que a vingança é um prato que se oferece frio. Manipula intelectualmente através da grande rapidez de seus pensamentos, articulações e armadilhas. Encara batalhas mentais com desenvoltura e seduz pela inteligência. Introvertida, é discreta, mordaz e muitíssimo esperta. O maior defeito é a inquietude. Sua palavra-chave é Racionalidade. Gosta muito de ficar só, mas quando ama é pra valer. Seu tipo psicológico é o Pensamento.

Rainha de Ouro

Rainha de Ouros: É a Dama da Terra. Seus olhos preferem encontrar os tons dourados, os ocres, os marrons fortes, o verde-bandeira. Seu corpo lembra um tronco de árvore, ela é robusta e compacta, de ancas largas. No vestir alterna entre o despojamento de quem trabalha ao ar livre com a riqueza e opulência do ouro, anéis e brocados A Rainha de Ouros sabe como ninguém valorizar a roupa que veste. Gosta de joias e adornos em profusão e não dispensa os coloridos. Adora festas. Ama as plantas e sente-se plenamente à vontade lidando com a terra, ela tem raízes. Com seu dedo verde, tudo que planta, vinga. Isso se repete na cozinha – seu pão caseiro sempre dá certo. Seus cabelos são de fios grossos e fartos. Tem o temperamento forte, extrovertido, mas constante. Os defeitos são o egoísmo e o pessimismo. Sua palavra-chave é Manutenção, mas vive intensamente o momento presente. Prática e sensata e seduz pela constância. Teimosa, é muito difícil demovê-la de seus propósitos. Quando fica brava pode ser grosseira. E mesmo que se arrependa não irá voltar atrás. No amor é tradicionalista, generosa, e não vive sem pimpolhos agarrados às suas pernas. Seu tipo psicológico é o Sensitivo.

Espero que sirva para reflexão e autoconhecimento, afinal muito foi conquistado, porém há muito ainda para ser modificado nesse Caminho.

Adaptado de Zoe de Camaris

Lâminas The Dreamer Mystic Tarot

By Rosi Guimarães

DEUS – Simplesmente Obrigada!

CURRÍCULO:

CERTIFICADA COMO CATR PELO THE TAROT CERTIFICATION BOARD OF AMERICA.
CERTIFICADA EM TELEPSIQUISMO, DEFESA PSÍQUICA, CHAKRAS, TÉCNICAS DE REPROGRAMAÇÃO MENTAL PELA UNIDARMA.
MESTRA EM REIKI, SISTEMA USUI E THE WAY OF THE HEART.
FORMADA EM MAGIA, AROMATERAPIA, TERAPIA DOS FLORAIS E ORÁCULO DAS VELAS PELO BUZZERO.
INICIADA NO SAGRADO FEMININO PELA TERAPEUTA LUCI PORCINO.
SACERDOTISA DA ORDEM DE MELQUIZEDEK.


Cartas na Mesa

O Tarô na vida e no cotidiano

Sabor Perfeito

"Não existe amor mais sincero do que aquele pela comida." George Bernard Shaw

Viajando Barato Pelo Mundo

Promoções de passagens aéreas

Oficina das Bruxas

Por Rosea Bellator

marciadeluca

Filosofia de Bem-Viver

Rosi Guimarães

Todos tem em si, tudo de que precisam!

sobrevivendo

um espaço dedicado àqueles que sobreviveram qualquer tipo de violência

Chris Allmeida

Todos tem em si, tudo de que precisam!

Meu Retorno

Todos tem em si, tudo de que precisam!